Oração do cerco de Jericó

Se procura vencer obstáculos difíceis que parecem impossíveis? Então considere fortemente fazer a oração do cerco de Jericó e mude radicalmente sua vida!

Por vezes nos encontramos em certas situações em que a desesperança alcança nossos corações e achamos que seremos incapazes de superar os obstáculos da vida. Você já passou por isso alguma vez na vida? Você chegou em tal momento em que considera não ter forças mais para lutar e reagir? Você acha que existe uma muralha intransponível entre você e a felicidade?

oracao do certo de jerico derruba muralhas

O que é a oração de Jericó?

A oração do cerco de Jericó, mais conhecida como a oração de Jericó, não é uma prece simples! Ela precisa ser feita durante sete dias e noites e tem como referência o livro de Josué (capítulo seis).

Segundo consta, o povo israelita precisava seguir viagem quando deu de cara com a grande muralha, então de posse da arca da aliança fizeram uma prece durante sete dias e noite e no fim dessa campanha Deus intercedeu e fez ruir o imponente obstáculo. Assim, o povo pôde seguir viagem.

A oração de Jericó realmente funciona?

Sim! E é exatamente por funcionar tão bem que a cada ano cresce o número de pessoas que utilizam seu poder para a resolução de problemas difíceis.

A oração de Jericó

Como dissemos, faça todas essas rezas uma vez pela manha e outra vez pela noite durante sete dias e veja seus caminhos abrirem novamente, assim como aconteceu para com o povo de Israel.

Comece orando o credo:

“Creio em Deus Pai Todo Poderoso, criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor. Que foi concebido pelo poder do Espírito Santo. Nasceu da Virgem Maria. Padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos. Ressuscitou ao terceiro dia. Subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.”

Depois, faça a oração do Espírito Santo:

“Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fieis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espirito e tudo sera criado e renovareis a face da terra. Ó Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espirito Santo fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo espírito e gozemos sempre da Sua consolação. Por Cristo Nosso Senhor Amém.”

Primeira leitura:

“Finalmente fortaleçamo-nos no Senhor, pelo seu soberano poder.
Revistamo-nos da armadura de Deus, para que possamos resistir às ciladas do demônio.
Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.
Tomemos, portanto, a armadura de Deus, para que possamos resistir nos dias maus e mantermo-nos inabaláveis no cumprimento do nosso dever.
Fiquemos alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciarmos o Evangelho da paz.
Sobretudo, abracemos o escudo da fé, com que possamos apagar os dardos inflamados do Maligno.
Tomemos, enfim o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a Palavra de Deus.
Intensifiquemos as nossas invocações e súplicas.
Oremos em toda circunstância, pelo Espírito, no qual persevera em intensa vigília de súplica por todos os cristãos.
E oremos também por nós, para que nos seja dado anunciar corajosamente o mistério do Evangelho, do qual somos embaixadores, prisioneiros.
E que saibamos apregoá-lo publicamente, e com desassombro, como é o nosso dever!”

Segunda leitura:

“Porque, ainda que vivamos na carne, não militamos segundo a carne.
Não são carnais as armas com que lutamos. São poderosas, em Deus, capazes de arrasar fortificações.
Nós aniquilamos todo raciocínio e todo orgulho que se levanta contra o conhecimento de Deus, e cativamos todo pensamento e o reduzimos à obediência a Cristo.
Estamos prontos também para castigar todos os desobedientes, assim que for perfeita a vossa obediência.
Julgais as coisas pela aparência! Quem se glória de pertencer a Cristo considere que, como ele é de Cristo, assim também nós o somos.”

Terceira leitura:

Nós, que habitamos sob a proteção do Altíssimo, que moramos à sombra do Onipotente, dizemos ao Senhor: Sois nosso refúgio e nossa cidadela, nosso Deus em quem confiamos.
É ele que nos livrará do laço do caçador e da peste perniciosa.
Ele nos cobrirá com suas plumas; sob suas asas encontraremos refúgio.
Sua fidelidade nos será um escudo de proteção.
Não temeremos os terrores noturnos, nem a flecha que voa à luz do dia, nem a peste que se propaga nas trevas, nem o mal que grassa ao meio-dia.
Caiam mil homens a nossa esquerda e dez mil a nossa direita: não seremos atingidos. Porém, veremos com nossos próprios olhos, contemplaremos o castigo dos pecadores, porque o Senhor é nosso refúgio.
Escolhemos, por asilo, o Altíssimo.
Nenhum mal nos atingirá, nenhum flagelo chegará a nossa tenda, porque aos seus anjos ele mandou que nos guardem em todos os nossos caminhos.
Eles nos sustentarão em suas mãos, para que não tropecemos em alguma pedra.
Sobre serpente e víbora andaremos, calcaremos aos pés o leão e o dragão.
Pois que se uniu a mim, Eu os livrarei; e os protegerei, pois conhecem o meu nome.
Quando me invocarem eu os atenderei; na tribulação estarei com eles.
Hei de livrá-los e os cobrirei de glória.
Serão favorecidos de longos dias, e mostrar-lhes-ei a minha salvação.

Quarta leitura:

“A Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, porque olhou para sua pobre serva.
Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo.
Sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que o temem. Manifestou o poder de seu braço: desconcertou os corações dos soberbos. Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes.
Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos.
Acolheu a Israel, seu servo, lembrado de sua misericórdia, conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e sua posteridade, para sempre”.

Em seguida faça a Oração da Queda da Muro de Jerico:

“Deus Pai, em nome de seu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo e pelo poder do Espírito Santo, peço-vos que o poder que deste para Josué e seus companheiros nas muralhas de Jericó, seja dado a mim e aos que fazem esta oração:

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas de pragas, proferidas por boca ou por contaminação, em relação a nossos antepassados e nos dias de hoje;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas das maldições vindas de nossos antepassados e nos dias de hoje;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas, do egoísmo, do ciúme, dos vícios;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas de brigas, contendas, intrigas, desentendimentos, dissoluções de casamento, de família e de todos os tipos de desunião;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas das dificuldades financeiras, falta de emprego, dificuldades nos negócios, dificuldades no trabalho, falta de dinheiro e outras dificuldades quais forem;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas das doenças, sejam elas quais forem, principalmente o câncer, leucemia, depressão e AIDS, dependência do álcool, prostituição e homossexualismo;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas dos maus pensamentos, iluminações, astúcia de satanás, sejam das origens que forem;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre toda ação de satanás, em nossa vida espiritual e faça com que sejamos totalmente renovados pelo seu Sangue;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todo o ocultismo em nosso passado e agora, seja ele magia, sortilégio, dependência, pacto, oferendas e consagrações a entidades malignas e espirituais, sejam das origens que forem;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas que impedem a obra de Deus em nossa vida.

Senhor Jesus, entregamos nossas vidas a Ti, para que sejas glorificado e que haja um Pentecostes em nós. Acreditamos na vitória que é nossa.
AMÉM.”

Parta para a quinta leitura:

Salmo 67:

“Levanta-se Deus, eis que se dispersam seus inimigos e fogem diante dele os que o odeiam. Eles se dissipam como a fumaça, como a cera que se derrete ao fogo. Assim perecem os maus diante de Deus”.

Sexta leitura:

Salmo 34:

“Lutai, Senhor, contra os que me atacam, combatei meus adversários. Sejam confundidos e envergonhados os que odeiam a minha vida; recuem humilhados os que tramam minha desgraça. Sejam como a palha levada pelo vento, quando o anjo do Senhor vier acossá-los. Torna-se tenebroso e escorregadio o seu caminho, quando o anjo do Senhor vier perseguí-los. Porquanto sem razão me armaram laços; para perder, cavaram um fosso sem motivo. Venha sobre eles de improviso a ruína. Apanhe-os a rede por eles mesmos preparada; caiam eles próprios na cova que abriram. Então a minha alma exultará no Senhor, e se alegrará pelo seu auxílio”.

“Levanta-se Deus, intercedendo a Bem aventurada Virgem Maria, São Miguel Arcanjo e todas as milícias celestes e sejam dispersos seus inimigos e fujam de sua face todos os que odeiam, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”.
Amém.

V: Eis a Cruz do Senhor, fugi potências inimigas. (Apresentar a Cruz)
R: Venceu o Leão da tribo de Judá, a estirpe de Davi.
V: Venha a nós Senhor a Vossa misericórdia;
R: Como esperamos em vós.
V: Senhor, escutai a minha oração
R: E chegue até vós o meu clamor.

Oração a São Miguel Arcanjo:

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede nosso refúgio contra a maldade e as ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e a todos os espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas.
São Miguel Arcanjo, defendei-nos e protegei-nos. Amém!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Assim como era no princípio agora e sempre. Amém.

Oração do Muro de Jerico

Seja quebrado, destruído, todo o poder de satanás e de seus anjos rebeldes sobre estas intenções:
(coloque suas intenções aqui!)

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo poder do príncipe das trevas, perseguindo, prejudicando, escravizando, dominando nossas vidas; desejando nossa ruína espiritual, material; semeando ódio, mágoa, desentendimento, orgulho, fofoca, julgamento.

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo espírito de desunião nos nossos lares, pois provocam discórdia, ódio, mágoa, desentendimento, orgulho, fofoca, julgamento.

Seja também queimado, destruído, desmanchado, todo e qualquer trabalho, despacho feito, escrito ou pronunciado contra nossas vidas.

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo o nosso conhecimento anterior e atual sobre espiritismo, ocultismo, quimbanda, umbanda, mesa branca, mesa negra, rosa cruz, menssana, seicho-no-iê, numerologia, gnose e demais superstições.

Seja também queimado, exterminado, destruído e eliminada, todas as moléstias, dores no corpo, problemas mentais, físicos e espirituais, opressão, perseguição diabólica sobre nós e nossa
família, inclusive a rejeição de gestação.

Seja queimado, aniquilado, neutralizado todo o poder do príncipe do mundo sobre nós provocando discórdia, opressão, tristeza, depressão, angústia, solidão, pavor, desânimo, inveja, ódio, rebeldia, egoísmo, desentendimento.

Agora e para todo o sempre. AMÉM.

Sétima leitura:

Leia na bíblia a conquista de Jericó (colocar aqui as intenções)!

No sétimo dia leia “Josué Capítulo seis” sete vezes.

Termine com um Pai Nosso, Ave Maria e o Credo.

Links úteis:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (111 Avaliação, Oração com: 4,87 estrelas num máximo de 5)
Loading...

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *